O que Visitar na Itália – Vicenza

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

Para aqueles que ainda tem um pouco da ex-novela das nove Passione da Rede Globo na memória, aqui vai uma dica diferente daquele país que é o berço da civilização como a conhecemos hoje.

Ao norte da Itália está localizada uma cidade chamada Vicenza. Uma comune italiana da região do Vêneto, na província de mesmo nome da cidade (as províncias – um “estado” – da Itália geralmente tem o nome da maior cidade da região). Com cerca de 114.000 habitantes, ela remonta desde o tempo dos romanos, quando se chamava Vicetia.

Monte Berico - Localiza-se a Igreja do Monte Berico, é aqui que se pode ter uma visão de toda a cidade. Se for a pé, prepare-se para subir dois grandes lances de escada, é uma verdadeira peregrinação.

Essa cidade fica bem no coração desta região. Próxima de Veneza, a cidade das gôndolas e dos apaixonados; de Padova ou Pádua, onde se encontra uma das mais antigas Universidades do mundo e teve Galileu Galilei como professor; Verona, palco do maior romance da história, Romeu e Julieta; dentre outras maravilhosas cidades e paisagens. Aliás, partindo desta cidade, de trem, você chega em qualquer um desses destinos em no máximo 1 hora de viagem, apreciando a paisagem do interior norte italiano.

Vicenza também é famosa por apresentar uma variedade arquitetônica de todas as épocas, portanto, não se espante se cruzar com vários estudantes, portando guias nas mãos e admirando os prédios do centro histórico da cidade. Toda cidade da Itália tem um Centro Histórico, que nada mais é que, obviamente, o próprio centro da cidade, com seus patrimônios culturais e arquitetônicos de centenas ou milhares de anos. Em alguns não se pode estacionar e o acesso de carro é restrito, geralmente permitido apenas a táxis ou carros policiais. Muitas delas ainda guardam as muralhas que as protegiam dos invasores. Aproveite para andar a pé ou de bicicleta por esses lugares, é fascinante, e você fará bastante exercício; por menor que seja a cidade, sempre há um cantinho especial para descobrir (e de cidades pequenas a Itália está cheia).

Basilica Palladina - Localizada na Plaza dei Signori, é uma das obras do arquiteto Andrea Palladio. Hoje em dia possui lojas e restaurantes. Fica ao lado da Comune da cidade.

E é lá nessa cidade que se encontram a maioria dos monumentos de um dos maiores arquitetos da antiguidade: Andrea Palladio (verdadeiro nome: Andrea di Pietro della Gondola). Há inclusive, como não podia deixar de ser, uma rua com o nome desse arquiteto. Ele fez prédios em diversas cidades da região, incluindo Veneza, e a sua arquitetura deu origem ao Palladianismo, sendo copiado na Inglaterra, Áustria, Canadá, Estados Unidos, dentre outros. Aliás, a Casa Branca dos EUA é de inspiração da arquitetura de Palladio.

No verão europeu, Vicenza é repleta de programações culturais, com concertos ao ar livre, peças de teatro e exibições de cinema – apresentando muitos filmes nacionais – todos os dias e a cada dia um filme diferente. E o melhor é que essas atrações são acessíveis ao público, algumas de graça e outras com preços a partir de 5 euros.

La Rotonda - Obra mais famosa de Andrea Palladio. Serviu de residência para o arquiteto. Chama-se assim porque todos os seus quatro lados são idênticos.

Há também uma feira em frente à Basilica Palladiana duas vezes por semana, todas as terças e quintas se não me falha a memória. Lá se vende de tudo: roupas, plantas, acessórios para casa…

E para quem é descendente de italianos daquela região, certamente, muitos dos seus antepassados podem ter passado por ali, visto que Vicenza era rota de passagem durante a viagem para os portos.

No seu roteiro para a Itália, reserve um espaço de tempo para desfrutar um pouco dessa pequena cidade, que tem uma grande história a qual se pode ver com os próprios olhos.

Gostou deste artigo? Agradeça divulgando:Tweet about this on Twitter0Share on Google+0Share on Facebook0

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Vera camargo disse:

    Por favor existe ainda a Santa Casa de Vinseza onde algumas crianças eram expostas ou seja colocadas para serem adotadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *